sexta-feira, 11 de março de 2011

Serra a favor do imperialismo

Wikileaks revela
Serra: a favor do imperialismo e do golpe em Honduras

Um telegrama que descreve a conversa entre Serra e um subsecretário do governo dos EUA revela os planos pró-imperialistas do candidato do PSDB nas eleições de 2010

11 de março de 2011

O Wikileaks publicou mais um documento que contém revelações sobre o Brasil. Desta vez, trata-se de um telegrama entre José Serra e o subsecretário do governo norte-americano para assuntos do hemisfério ocidental, Arturo Valenzuela.

O telegrama relata a conversa do subsecretário norte-americano e José Serra no fim de 2009. Na época Serra ainda era governador de São Paulo e estava prestes a deixar o governo para concorrer à presidência da república.

Na conversa que durou 90 minutos o principal tema tratado foi a política externa norte-americana. Serra prometeu que se fosse eleito promoveria um alinhamento maior com o governo dos Estados Unidos do que aquele praticado pelo governo Lula. Isso é descrito pelo membro do governo Obama da seguinte forma: “Serra alertou que a corrupção e a radicalização estavam crescendo no partido governante, o PT, e sugeriu que como presidente iria pressionar por uma política externa mais alinhada com os Estados Unidos”. Trechos do telegrama ainda relatam a posição do ex-governador de São Paulo sobre o golpe em Honduras, que ocorreu justamente naquela época. Serra se posicionou a favor dos golpistas, criticando a postura do governo Lula no caso. O próprio Wikileaks revelou em documentos anteriores que até membros do governo Obama consideraram o golpe como “inconstitucional” e “ilegal”.

Os principais candidatos a presidência estavam todos alinhados com a política imperialista. No entanto, o mais direitista entre eles era José Serra, o principal representante da direita nas eleições de 2010.

Embora este fato já tenha sido denunciado amplamente, a revelação do Wikileaks tem o mérito de deixar ainda mais claro os objetivos políticos da direita nacional. Ao revelar fatos como este, algo que estava apenas em documentos que ninguém tinha acesso, uma parcela ainda maior da população tende a rejeitar a direita.

Neste sentido, a principal tarefa no episódio envolvendo mais uma revelação da política de Serra feita pelo Wikileaks é esclarecer as ligações entre partidos como DEM e PSDB com o imperialismo norte-americano.

fonte:http://www.pco.org.br/conoticias/ler_materia.php?mat=27316

Um comentário:

Bruna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.